Current track
TITLE
ARTIST

Background

Um pouco da YOUPIX Con 2018

Escrito por em 26 de setembro de 2018

Alguns anos depois, visito a YOUPIX novamente! Foi em 2010 que descobri esse evento incrível, trazendo grandes personalidades da internet, em 2011 cheguei até a conversar com Christopher Poole, mais conhecido como m00t, o criador do controverso fórum de anônimos 4chan e do Canvas.

O evento atualmente se chama YOUPIX Con e é possível assistir também via streaming, o que permite que tudo aconteça em um só dia. Quem se interessar por palestras que acontecem ao mesmo tempo, pode escolher uma sem peso na consciência e assistir a gravação da outra quando puder!

A agenda do evento continua incrível, assisti a muitas palestras e meus destaques vão para a grande podcaster Ju Wallauer (editora do B#9 e co-criadora do Mamilos Podcast) em suas três apresentações, Ariane Parra (Fundadora da Women Up) no painel sobre eSports e Jout Jout (Youtuber), que sinceramente não acompanho, mas adorei o bate-papo com a Wallauer.

Muito foi dito sobre o poder das redes sociais e seus algoritmos, a situação política do país e a democracia que vem falhando e como a imprensa que não cumpre seu papel social de manter as pessoas bem informadas tem culpa nisso. As redes sociais se tornaram uma ferramenta de divisão e polarização, e por mais que algumas invistam em fact-checking, elas não têm compromisso com a democracia. Instigaram os criadores de conteúdo a serem produtores de esperança, num mundo onde o algoritmo favorece a polêmica das fake news.

Em algumas palestras também pautaram a questão do Marketing não se importar tanto com igualdade e diversidade, estamos evoluindo a passos de formiga. Aqui entramos na representatividade de mulheres, negros, LGBTQIA, etc. Essas pessoas têm que trabalhar muito além do normal para provar que são bons profissionais, porque naturalmente as pessoas já pressupõe o contrário. Na palestra que Ariane Parra participou, com foco em eSports, falaram sobre os comentários que uma mulher recebe quando joga online. Se é boa jogadora, é acusada de hack ou de ser feia; se faz alguma jogada ruim, é porque é uma mulher jogando. No mundo do esporte, as mulheres sempre apareceram como musas e no eSports isso não foi diferente, mas já estamos melhorando. Rob Vitorino (Esports Communication Manager da Ubisoft) inclusive chamou a atenção para as perguntas que costuma receber sobre Nyvi Estephan (gamer, creator e apresentadora do eSporTV), se ela realmente “manja” do que tá fazendo ou se está ali apenas por ser bonita e ele contou de um trabalho que fizeram em Paris onde ela foi a pessoa que mais trabalhou na equipe, mas ainda é vista mais como “musa” do que como a ótima profissional que é.

 

No fim do evento rolou um happy hour com música ao vivo e vários drinks da nossa parceira TNT Energy Drink!

Obrigada pelo convite, YOUPIX e até a próxima!


Opinião dos Leitores

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos Obrigatórios estão marcados*